segunda-feira, 23 de junho de 2008

O S. JOÃO

Eis o Cordeiro de Deus, eis aquele que tira os pecados do mundo.
(S. João Baptista)

§§§§§------§§§§§

Da tríade de Santos Populares, o mais festejado em maior número de localidades portuguesas é S. João, tendo o seu ponto mais alto na cidade do Porto.
Nas aldeias da nossa região também se festejava o S. João de uma forma genuína. Para além das tradicionais fogueiras, era também costume erguerem-se pinheiros nos largos principais das aldeias. Na parte superior eram colocados cântaros de barro com um gato no interior.
Na noite de São João, ranchos de rapazes e raparigas lançavam fogo ao pinheiro e quando o lume chegava ao cântaro, este caía e partia-se de encontro ao chão. Entretanto, o gato a fugia assustado, enquanto as pessoas que se juntavam riam à gargalhada.
Hoje em dia essa prática caiu em desuso (e os gatos aplaudem). Não tendo nenhum registo fotográfico da época, fica uma foto dum João, saltando a fogueira de S. João, há alguns anos atrás na aldeia de Sobral Magro.

Sem comentários: