quinta-feira, 17 de setembro de 2009

O Kaiser


Ninguém pode se queixar da falta de um amigo, podendo ter um cão.
(Marquês de Maricá)




O Kaiser era um cão que veio para minha casa a pedido do meu filho, numa fase difícil que ele atravessou. Foi acolhido com algumas reticências por parte dos meus familiares, pois sendo um cão de raça rotweiler, suscitava em todos algum receio. Sempre tive uma grande ligação com ele pois ao longo da sua vida, vivemos alguns episódios que me marcaram e que jamais conseguirei esquecer. Ele veio por vontade do Hugo, mas foi a mim que ele adoptou.
Sempre se mostrou meigo para com a família e quando alguém nos visitava, lá do seu canil, saltava e ladrava insistentemente, como se estivesse a dar as boas-vindas. Havia alturas em que só se calava quando as visitas lhe iam fazer uma festa. No entanto, esse comportamento não era igual pois nem todos lhe mereciam confiança. Porquê, não sei...
A primeira palavra que a Leonor pronunciou foi o seu nome e quando aqui chegava a casa, a primeira coisa que ela fazia era correr para o canil gritando " kaijé".
Mas, no início da semana passada deixou de se alimentar normalmente e foi enfraquecendo. Com a azáfama dos preparativos para o casamento do Hugo e pensando que as alterações se devessem à mudança de ração, voltei a alimentá-lo com a ração anterior, mas em vão.
Na segunda-feira, após o casamento levei-o à veterinária que normalmente o assistia e lá ficou internado. Depois de vários exames, o diagnóstico não podia ser pior: cancro. Com o baço e o fígado afectados nada de positivo havia a esperar.
O Kaiser morreu, serenamente, na passada 4ª feira após o casamento do seu verdadeiro dono.
Deixa saudades e uma boa recordação para lembrarmos ao longo da nossa vida.








Obrigada pela sua visita. Volte sempre.

5 comentários:

Maria Filomena disse...

Querida amiga,
que triste!!!!Eu penso saber como está se sentindo, agora que tenho o Cão Piloto, um lindo beagle, que me adora, e que o meu marido diz que eu o estrago com tantos mimos.....A gente se afeiçoa aos animais e a uns mais do que outros.....O Kaiser está, com certeza, no céu dos cães.... e nunca irá se esquecer de ti,,....um grande beijo e abraços de Maria Filomena

Anónimo disse...

Lourdes o cão é o maior dos amigos do Homem vou contar uma situação que eu vivo e vou continuar a viver.No Goulinho mais propriamente no Cazal Cimeiro á 3 caes qe são do meu amigo João Mas que andam solta sempre que peso ir ao GOULINHO uns dias antes já a minha mulher esta a guardar restos de comida no frigurifico para levarmos para lhes darmos logo que chegamos mas isto já se passa á alguns anos chegamos ao ponto de os meus visinhos lá no Goulinho nos dizerem que quando vem os animais á minha porta é sinal que nós estamos para chegar eu até brinco com a situação e digo mas olhem que eu não lhes telefono e enquanto eu lá estiver o joão não tem animais porque quer de dia quer de noite os animais já não saem da porta da casa eu tambem que dou gloseimas que eles não estão habituados compro ração para lhes dar porque nem sempres á restos de comida.
Esta é aminha estória.
Aproveito para informar que no proximo dia 30 vou entrar na minha aposentaduria vou para o meu Goulinho fazer a vendima e por lá vou ficar o mês de Outubro os meus comentários vão ficar ousentes por um mês o blog vai continuar pela mão da minha filha.
VOZ DO GOULINHO
ALA Poemas
António Assunção

Lourdes disse...

Filomena
Obrigada pela mensagem. Realmente é muito triste. Nós afeiçoamo-nos aos animais e quando eles partem fica a saudade.
Mais uma vez obrigada.
Um grande beijinho

Lourdes disse...

António
É certo que os animais têm percepção das coisas algum tempo antes delas acontecerem. Se calhar é por essa razão que eles estão à sua espera. Pode crer que os cães são realmente grandes amigos. Os meus quando eu estou triste já não me largam e não sabem o que me fazer para que eu me sinta bem.
Espero que aproveite bem a sua reforma por muitos anos com saúde. Boas férias!

Anónimo disse...

Morreu o kaiser!!!Eu realmente o dia do casamento estranhei porque não o vi nem ouvi e até ouve alguem que perguntou pela fera na brincadeira mas não sabia que estava doente coitado ainda não era velho agora tens que arranjar outro para o lugar dele
Beijo