terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Figuras da Serra: O Homem das Mantas


Na adversidade conhecemos os recursos de que dispomos.
(Horácio)



§§§§§------§§§§§

No meu tempo de criança, lembro-me de ouvir a minha avó do Sobral Magro dizer que estava na aldeia o homem das mantas, do Goulinho.
Vinha periodicamente recolher os novelos de fitas, para depois fazer as célebres mantas e tapetes de fitas.




- Tapete de fitas -

Era muito novinha e não me lembro da pessoa que o fazia.
Por essa razão, recorri ao Sr. António Assunção (do Goulinho), que regularmente visita este blog, que me informou que, eram mais propriamente do Casal Cimeiro os dois irmãos que confeccionavam estas mantas : o José e o Albertino Martins.
Segundo o mesmo, só o primeiro, que vive actualmente no Chão Sobral, ainda se dedica a executar este tipo de trabalhos.
Apesar de não serem muito bonitas, as mantas de fitas foram outrora muito importantes. O dinheiro escasseava e, aproveitando trapos velhos, os habitantes da serra do Açor conseguiam, duma forma económica, aquecimento para as noites frias de Inverno.
As que se fabricam actualmente, já apresentam melhor aspecto, com cores mais apelativas , o que, em alguns casos, as torna num bom elemento decorativo.


- Mantas e tapetes do Sr. José Martins -

(Foto retirada do site do Chão Sobral)


1 comentário:

Anónimo disse...

Sim, são mais bonitas è um facto, mas já são feitas mecanicamente, o artesanato ficou mais pobre, enfim é o progresso.

Antonio Assunção