quinta-feira, 30 de junho de 2016

Paris: Torre Eiffel

Um dos símbolos mais marcantes da cidade de Paris é, sem dúvida, a torre Eiffel.

Foi construída , sob a alçada do engenheiro Gustave Eiffel para a Exposição Universal de 1889, marcando também o centenário da Revolução Francesa.
Curiosamente, a torre foi construída mas condenada à demolição, pois a estrutura foi deveras criticada pela classe  artística e literária da época, que achavam que a arquitectura da torre chocava com a estética da cidade. 

 No entanto, durante a Exposição Universal,  a torre foi um grande  sucesso e acabou por se manter em pé,  chegando aos dias de hoje, como o  símbolo francês mais conhecido em todo o mundo.
Os seus  324 metros de altura, estão divididos em 3 andares de cujos  terraços se podem apreciar panorâmicas espectaculares  da cidade.  


Obrigada pela sua presença. Volte sempre.

quarta-feira, 29 de junho de 2016

Paris: Museu d' Orsay II

No post de hoje,  partilharei alguns quadros expostos no Museu d' Orsay, que dispensam palavras.
Claude Monet - As Papoilas

Daubigny

Edouard Manet - Almoço no Campo

Edouard Manet - Retrato de Emile Zola
Maignan

Millet - A fiadeira

Millet - As Respigadoras de Trigo

Millet - Primavera

Millet

Troyon

Van Gogh - Auto-Retrato

Obrigada pela sua presença. Volte sempre.


terça-feira, 28 de junho de 2016

Paris: Museu d' Orsay

Localizado na margem esquerda do rio Sena, o, Museu d’Orsay é um dos mais famosos museus parisienses.

O edifício foi inaugurado em 1898 e destinava-se  a ser uma estação ferroviária, da linha que ligava Paris a Orleães.
Em 1939, a estação encerrou e passou a ser utilizada para várias funções e foi mesmo   condenada à demolição. 
No entanto,   o Governo  francês deliberou que a estação fosse utilizada como museu, onde seriam expostas todas as artes da segunda metade do século XIX e, no dia 1 de Dezembro de 1986, o presidente François Mitterrand inaugurou um novo Museu em Paris.
Entre as várias colecções patentes no  museu, uma das mais ricas é   dedicada aos impressionistas e pós-impressionistas, tais como Renoir, Monet, Manet, Degas, Seurat, Alfred Sisley, Gauguin, Cézanne   e Van Gogh, que  serão o tema do próximo post.



Obrigada pela sua presença. Volte sempre.


segunda-feira, 27 de junho de 2016

Paris: Arco do Triunfo

Interrompi os posts referentes à minha última viagem internacional a Paris. Sendo uma grande cidade, repleta de história e monumentos, é natural que tenha muitas imagens para partilhar com quantos visitam O Açor.
É por isso que volto a Paris e, desta vez, o alvo do post  é o Arco do Triunfo.

Este tipo de monumento foi criado pelos romanos e destinavam-se a simbolizar as vitórias militares.
O Arco do Triunfo de Paris  foi construído para comemorar a vitória de Napoleão Bonaparte na Batalha de Austerlitz. 
O Arco com 50 metros de altura e 45 metros de largura, está  coberto com esculturas, altos-relevos, baixos-relevos e diversas  inscrições. Foi  inaugurado em 1836, já depois da morte de Napoleão. 
No século passado, foram colocadas sob o Arco, as cinzas de um soldado desconhecido e, a partir de então, é ali que os franceses homenageiam os soldados  mortos durante a Primeira Guerra Mundial. 
Actualmente, o Arco do Triunfo de Paris é um dos locais mais conhecidos  e divulgados em todo o mundo.



Obrigada pela sua presença. Volte sempre.

sexta-feira, 24 de junho de 2016

Por Que É Fim de Semana: Freguesia de Janeiro de Baixo

Por que é fim de semana, vamos concluir a freguesia de Janeiro de Baixo e o Pampilhosa da Serra, com  fotografias de duas povoações, sobre as quais nada encontrei que pudesse partilhar com quantos passam pelo or São aldeias que ainda não visitei e, por essa razão, fui buscar as imagens à internet.
São elas: 
Brejo de Baixo 

Brejo de Cima
Da freguesia também faz parte a localidade denominada por Safra, da qual nem fotografias encontrei.
São pequenas povoações espalhadas pela serra, onde a beleza da paisagem é incontornável, mas onde os habitantes têm vindo a diminuir drasticamente.
Com estas aldeias encerro aqui os posts sobre o concelho da Pampilhosa da Serra. 
No próximo post deste tema, passaremos às localidades do concelho de Góis que fazem parte da serra do Açor.

     
Obrigada pela sua presença. Volte sempre.

quarta-feira, 22 de junho de 2016

Bolo Trufado de Chocolate


Ingredientes:
Para a massa:
4 ovos
2 colheres (sopa) de margarina
2 xícaras (chá) de açúcar
1 xícara (chá) de leite morno
2 xícaras (chá) de farinha de trigo
7 colheres (sopa) rasas de chocolate em pó
1 colher (sopa) de fermento

Para o recheio:
1 lata de creme de leite
1 caixinha de creme de leite
350 gramas de chocolate ao leite

Para a cobertura:
Cerca de 600 ml de chantilly sabor chocolate
50 gramas de chocolate branco ralado


Modo de preparo:
Para a massa:
Bater bem os ovos, a margarina e o açúcar. Juntar o leite morno e bater mais um pouco. Desligue a batedeira, coloque aos poucos e delicadamente a farinha, o chocolate em pó e o fermento (todos peneirados). Despeje numa forma redonda, untada e enfarinhada, e leve para assar.
Para o recheio:
Pique o chocolate, junte o creme de leite e leve ao fogo baixo até derreter e formar um creme homogéneo, mexendo sempre. Não deixe ferver. Reserve até esfriar um pouco.
Para a cobertura:
Deixe o chantilly na geladeira e bata até o ponto desejado, conforme instruções da embalagem.
Para a montagem:
Quando o bolo estiver frio, corte-o em 2 partes. Molhe ambas com uma calda de sua preferência (usei achocolatado). Na própria forma onde o bolo foi assado, coloque uma das metades, despeje todo o recheio e cubra com a outra metade. Leve para a geladeira por cerca de 4 horas. Desenforme e cubra com o chantilly. Decore a gosto.

Obrigada pela sua presença. Volte sempre.

terça-feira, 21 de junho de 2016

"No Meio do Caminho" de Manuel Bandeira





No Meio do Caminho

No meio do caminho tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho
tinha uma pedra
no meio do caminho tinha uma pedra.

Nunca me esquecerei desse acontecimento
na vida de minhas retinas tão fatigadas.
Nunca me esquecerei que no meio do caminho
tinha uma pedra
Tinha uma pedra no meio do caminho
no meio do caminho tinha uma pedra.

 Carlos Drummond de Andrade




Obrigada pela sua presença. Volte sempre.




segunda-feira, 20 de junho de 2016

Imagens Que Falam Por Si


Obrigada pela sua presença. Volte sempre.




sexta-feira, 17 de junho de 2016

Por Que É Fim de Semana: Souto Brejo

Por que é fim de semana, vamos partir à descoberta de mais uma aldeia da freguesia de Janeiro de Baixo, do concelho de Pampilhosa da Serra. Vamos conhecer Souto do Brejo.
Souto do Brejo situa-se na encosta duma montanha rochosa a que chamam "Penedo", que faz parte dum veio  quartzítico que rodeia o dique da barragem de Santa Luzia.
É mais uma  bonita e tranquila  localidade serrana, rodeada por uma paisagem de cortar a respiração.
Da origem da povoação nada se conhece, mas, junto ao "Penedo", existe uma gruta que  dá pelo nome de "Buraca dos Mouros", onde  existem  marcas de povos ancestrais, possivelmente da pré-história, como são os casos dum forno e uma mão gravada numa lapa.
Na povoação existe uma bonita  Capela em honra de São Jacinto.

A festa anual da aldeia traz à povoação os seus filhos que passam o ano em locais distantes a lutar por uma vida melhor. Realiza-se no primeiro fim de semana de setembro, em honra de Nossa Senhora dos Milagres e S. Jacinto.


Fotos da Net

Obrigada pela sua presença. Volte sempre.




quinta-feira, 16 de junho de 2016

R. F. R. de Celavisa - “35 Anos de Etnografia”

Do Rancho Folclórico da Ribeira de Celavisa, recebi um pedido de divulgação de mais um evento.


“35 Anos de Etnografia” é um evento com o qual o Rancho Folclórico da Ribeira de Celavisa quer trazer à sua terra a festa, a alegria contagiante e a exultação de um Festival de Folclore.

Sendo já a terceira vez, a par das comemorações dos 25º e 30º aniversários, este Grupo espera repetir o sucesso que foram os festivais realizados em 2006 e 2011.

A data e o local escolhido foram 25 de Junho e a Praça Simões Dias para trazer a Arganil diversas tradições de antanho de 4 diferentes regiões do país (Alto Minho, Ribatejo, Baixo Vouga e Beira Serra). Para tal, o programa é cheio de surpresas.

Às 21 horas será iniciado um bonito CORTEJO ETNOGRAFICO. O local de início deste desfile será a Escola Secundária, percorrendo a Avenida José Augusto Carvalho (dos Bombeiros).
Será algo sublime de se apreciar pois os trajos estarão todos agrupados mediante a sua função (Ricos e Domingueiros, Romaria, Feira e Trabalho), sendo acompanhados por gado (junta-de-bois, gado caprino e afins) e diversos apetrechos e alfaias. Sugere-se inclusivamente que vejam o cortejo a passar pela Avenida, junto à Câmara, e retornar à Praça para depois apreciar a APRESENTAÇÃO ETNOGRÁFICA DE TRAJOS, que se seguirá às 21h20.
Após esta demonstração, os grupos iniciarão as suas atuações pela seguinte ordem:
- Rancho Folclórico da Ribeira de Santarém – Ribatejo
- Rancho Folclórico da Casa do Concelho de Arcos de Valdevez – Alto Minho
- Grupo Folclórico Cultural e Recreativo de Albergaria-a-Velha – Baixo Vouga
- Rancho Folclórico da Ribeira de Celavisa, Arganil – Beira Serra
Espera-se um espetáculo de grande qualidade folclórica e etnográfica, para o qual estes grupos de excelência contribuirão, representando condignamente os seus antepassados.

O Rancho Folclórico da Ribeira de Celavisa convida então todos os Arganilenses (sem nunca esquecer os nossos Celavisenses), amigos, conterrâneos, sócios e demais pessoas, incluindo dos concelhos vizinhos, a estarem presentes neste evento, que se espera preencher o serão até às 24h. No final experimentaremos todos imitar os bailes antigos, bem à moda beirã, formando uma roda bem grande para bailar o Fado, tocado, cantado e mandado!

No dia 25 esperamos por vós...




Obrigada pela sua presença. Volte sempre.




quarta-feira, 15 de junho de 2016

Artesanato

O meu último trabalho de artesanato foi esta caixa.
 
A caixa é de MDF. Pintei-a em dois tons de cor de rosa e, nos arabescos da tampa, apliquei massa de relevo. Enfeitei-a também com aplicações de pérolas,  flores artificiais e découpage de rosas em papel de arroz.



Obrigada pela sua presença. Volte sempre.




terça-feira, 14 de junho de 2016

Câmara Municipal de Arganil-Exposição de Pintura

A Câmara Municipal de Arganil vai realizar uma exposição de pintura subordinada ao tema "MUDJER" da autoria de Clotilde Fava, que será inaugurada no próximo dia 16 de Junho, às 16 h.
A exposição estará patente ao público na sala de exposições temporárias Guilherme Filipe.



Obrigada pela sua presença. Volte sempre.


segunda-feira, 13 de junho de 2016

Regresso em Festa

Depois de alguns dias em convalescença devido a uma pneumonia, o Açor regressa vestido de festa.
A causa da festa foram os aniversários  da minha nora  e do meu filho. Ela que ontem fez 34 anos e ele que hoje fez 36.
Junho já era um mês especial devido aos anos do meu marido que, daqui a poucos dias, será também aniversariante, mais precisamente na noite de São João. 
Meu filho chegou também protegido por outro dos santos populares, logo no início do dia de Santo António. Pelo casamento, juntou-se "à festa", a minha nora que nasceu na véspera do mesmo santo.
É por isso que, muitas vezes, digo que tenho uma família de foliões.



Obrigada pela sua presença. Volte sempre.