segunda-feira, 30 de maio de 2016

Paris

Na  passada semana tive a oportunidade de fazer uma viagem a Paris que, há muito, fazia parte dos meus planos de visita.

Sendo, por muitos, denominada por  cidade luz e cidade do amor, sempre despertou em mim uma enorme curiosidade em a conhecer.
É realmente uma cidade maravilhosas, onde os edifícios antigos têm sido mantidos e convivem harmoniosamente com os contemporâneos, os seus museus são depositários das melhores obras de arte do mundo e os seus palácios são verdadeiros tesouros arquitectónicos.
Tudo isto e muito mais, fazem com que Paris seja conhecida como uma das mais belas capitais europeias.
É essa viagem que vai ser o tema dos posts desta semana. Por hoje, ficam algumas fotos, que vou partilhar com quantos visitam o Açor.   

Obrigada pela sua presença. Volte sempre.

sexta-feira, 27 de maio de 2016

Porque É Fim de Semana: Porto de Vacas

Porque é fim de semana, vamos  à descoberta de mais uma aldeia da serra do Açor. 
Desta vez vamos para  Porto de Vacas, uma bonita localidade, situada na margem direita do rio Zêzere.

Desde 1855, faz parte da freguesia de Janeiro de Baixo, concelho de Pampilhosa da Serra.



O padroeiro de Porto de Vacas é S.Miguel, celebrado em 29 de Setembro.


A sua Capela aloja, para além do padroeiro,  Nº. Sr. dos Aflitos, Nª. Sª. de Fátima, Stº. António, S. José e Senhor dos Milagres.
A montante de Porto de Vacas foi construída uma pequena barragem  para  o transvaze das águas do rio para o lado de Janeiro de Cima, através de um túnel, à saída do qual se encontra a central eléctrica.

 


Obrigada pela sua presença. Volte sempre.

quinta-feira, 26 de maio de 2016

Imagens Que Falam Por Si



Obrigada pela sua presença. Volte sempre.




quarta-feira, 25 de maio de 2016

VIII Feira Medieval de Arganil

O Agrupamento de Escolas de Arganil em colaboração com a Câmara Municipal de Arganil, vai realizar  no próximo dia 3 de junho, a VIII Feira Medieval.
O tema desta ano será “Feira Medieval – Rumo ao Desconhecido: Notáveis contributos das ciências em prol dos descobrimentos Henriquinos”.
No local haverá barraquinhas de artesanato, doçaria, licores... 
Os comerciantes de Arganil foram convidados a colaborar no evento e,  como em anos anteriores, decorrerá também o  tradicional Concurso de Montras Medievais.


Obrigada pela sua presença. Volte sempre.

terça-feira, 24 de maio de 2016

Artesanato

Estes são os trabalhos concluídos recentemente: 
Um saco-mala

A carteira
O porta-óculos



Obrigada pela sua presença. Volte sempre.




segunda-feira, 23 de maio de 2016

VII Mostra de Sabores e Lavores Tradicionais da Aldeia de Xisto de Vila Cova do Alva

Uma vez mais,  vai-se realizar em Vila Cova do Alva,  a sua Mostra de Sabores e Lavores Tradicionais
O certame decorrerá em plena zona histórica da povoação, na Praça Central.( a zona histórica onde se concentram grande parte dos edifícios históricos, solares e casas brasonadas.Como tem acontecido em anos anteriores espera-se um ambiente tra
dicional onde o visitante, para além do aspecto histórico,  etnográfico e gastronómico, poderá descobrir as belezas paisagísticas  desta bela localidade da serra do Açor.


Obrigada pela sua presença. Volte sempre.

sexta-feira, 20 de maio de 2016

Porque É Fim de Semana: Machialinho

Porque é fim de semana, vamos partir à descoberta das aldeias do concelho da Pampilhosa da Serra.  
Desta vez, seguimos  para o Machialinho, uma aldeia da  freguesia de Janeiro de Baixo, situada na região Nordeste do concelho, sobranceira ao rio Zêzere.
Anteriormente,  pertenceu ao concelho de Fajão, extinto pela reforma administrativa de 1855, data em que  passou a integrar concelho de Pampilhosa da Serra.
Não se conhece a  origem da povoação  mas em 1564 já havia habitantes no Machialinho, como comprovam os assentos lavrados nos arquivos paroquiais. No entanto, a vida pode ter ali existido bem mais cedo, pois foram encontrados, num local próximo,  amontoados de pedras, que se pensa terem pertencido a uma povoação pré-histórica.Foram também encontradas várias  argolas espiraladas em ouro, que se supõe pertencerem à era do Bronze Final.

O Machialinho tem como padroeiro S. Vicente que é venerado numa capelinha situada no fundo da povoação.


Obrigada pela sua presença. Volte sempre.



quinta-feira, 19 de maio de 2016

Pelos Caminhos de Portugal: Alcobaça

Alcobaça é uma pequena cidade portuguesa situada na confluência dos rios Alcoa e Baça. 

Segundo alguns historiadores o topónimo da cidade deve-se à junção do nome  destes dois rios; outros defendem que o seu nome vem da  sua ocupação árabe, época em que se chamava “Al Cobaxa”.
Pensa-se que a povoação primitiva nasceu na época de ocupação romana, mas o seu desenvolvimento deu-se a partir da construção do Mosteiro de Santa Maria, fundado pelos monges de Cister 

Actualmente, Alcobaça pertence  ao distrito de Leiria e é sede dum concelho com 18 freguesias.



Obrigada pela sua presença. Volte sempre.

quarta-feira, 18 de maio de 2016

Pelos Caminhos de Portugal: Castelo de Alcobaça


O castelo de Alcobaça situa-se numa elevação sobranceira à cidade de Alcobaça. 
Não se sabe ao certo a data da sua construção. Alguns  historiadores acreditam ser da época dos Visigodos, outros da época dos Muçulmanos.
Sabe-se que as terras da região e o referido castelo foram conquistadas aos Mouros, em 1148, por D. Afonso Henriques que os doou aos monges de Cister.
Mais tarde, os Mouros reconquistaram estas terras até que D. Sancho I os expulsou de vez da região, entregando de novo  as terras à  Ordem de Cister.
O castelo sofreu bastante com as lutas que entretanto se travaram, ficando em avançado estado de ruína, pelo que a Ordem de Cister procedeu à sua reconstrução.
Ao longo dos anos, foram executadas várias obras de melhoramento e alargamento.
Com a extinção das Ordens Religiosas o castelo passou para a posse da Câmara Municipal que o o deixou cair em ruínas, sendo as suas  pedras utilizadas na construção de casas.
Aos dias de hoje chegaram apenas os muros da primeira cerca, em cantaria e um torreão voltados para o Mosteiro, uma torre albarrã e a barbacã  reforçada, no lado oeste, por quatro cubelos.
Em 1978, o castelo foi considerado Imóvel de Interesse Público.


Obrigada pela sua presença. Volte sempre.




terça-feira, 17 de maio de 2016

TORTA TRUFADA DE LEITE EM PÓ


Ingredientes
1 e 1/2 pacote de biscoito maisena triturado (300g)
4 colheres (sopa) de manteiga
2 claras
Recheio:
2 latas de leite condensado
2 colheres (sopa) de manteiga
1/2 xícara (chá) de leite em pó
Cobertura:
300g de chocolate meio amargo picado
200g de creme de leite
2 colheres (sopa) de licor rum
Raspas de chocolate meio amargo para decorar

Modo de preparo
Para a massa: Numa tigela, misture os ingredientes até ficar homogénea. Forre uma forma de 22cm de diâmetro de aro removível com a massa e leve ao forno alto, pré-aquecido, por 10 minutos. Deixe esfriar. 
Para o recheio: Leve os ingredientes ao fogo médio mexendo até engrossar e soltar do fundo da panela. Deixe esfriar e coloque sobre a massa. Para a cobertura, derreta o chocolate em banho-maria e misture o creme de leite e o rum até ficar homogéneo. Com 2 colheres modele pequenas trufas com parte da cobertura e coloque sobre o recheio, deixando afundar. Leve à geladeira por 2 horas. Desenforme, cubra com a trufa restante, decore com raspas e sirva em seguida



Obrigada pela sua presença. Volte sempre.




segunda-feira, 16 de maio de 2016

Festa de Nossa Senhora das Necessidades

Tal como aqui foi  referido, ontem foi dia de festa em honra de Nossa Senhora das Necessidades.
Sem o fulgor de tempos passados mas com igual fé, muitos dos habitantes  da serra do Açor deslocaram-se ao Monte do Colcurinho para assistir às cerimónias religiosas.
A festa continuou depois no Vale de Maceira onde se realizou a componente profana.
As fotos do Alcídio Melo são sugestivas do evento.


Obrigada pela sua presença. Volte sempre.

sexta-feira, 13 de maio de 2016

Porque É Fim de Semana: Esteiro

Porque é fim de semana, vamos partir à descoberta das aldeias da freguesia de Janeiro de Baixo e seguimos  para o Esteiro.
 

Esta aldeia, localizada na margem direita do rio Zêzere,  pertenceu ao antigo concelho de Fajão até à sua extinção em 1855, passando depois para o concelho da Pampilhosa da Serra.
No aspecto religioso,  pertenceu à vigaria do Padroado Real e da Comenda da Ordem de Cristo de Janeiro de Baixo. 
Pensa-se que, houve uma época em que  terá pertencido à Paróquia do Castelejo.
Capela de Esteiro
 
A Capela do Esteiro é de reduzidas dimensões, atendendo ao número de habitantes da povoação. Foi construída no Séc. XIX e a padroeira é Nª Sª de Ao Pé da Cruz.
Como na grande maioria das aldeias serranas, a sua população dedica-se maioritariamente à agricultura, meramente de subsistência. 
 
No entanto, há alguns anos, foi construída nesta localidade, uma Central Hidroeléctrica,  que trouxe mais população para a aldeia e proporcionou mais postos de trabalho para os seus habitantes.



 
Obrigada pela sua presença. Volte sempre.

quinta-feira, 12 de maio de 2016

Imagens Que Falam Por Si


Obrigada pela sua presença. Volte sempre.

quarta-feira, 11 de maio de 2016

Fim de Semana do Bucho em Arganil.

Nos próximos dias  27,28 e 29 de Maio, vai decorrer em Arganil  o Fim de Semana do Bucho.
Durante estes dias, o Bucho vai ser rei nas mesas dos restaurantes aderentes do concelho de Arganil e o visitante poderá deliciar-se com este excelente produto da gastronomia da região.

Obrigada pela sua presença. Volte sempre.

terça-feira, 10 de maio de 2016

Feira das Regiões

A exemplo de anos anteriores, a Casa da Comarca de Arganil vai participar na Feira das Regiões, a decorrer nos próximos dias 13, 14  e 15 de maio, na Alameda D. Afonso Henriques. Este evento é uma organização conjunta da ACRL ( Associação das Casas Regionais em Lisboa), da Confederação Portuguesa das Colectividades e da Federação das colectividades do distrito de Lisboa. Conta também  com o apoio da Câmara Municipal de Lisboa. 
Nesta iniciativa  poderá contar com  a animação musical, o folclore e   os produtos regionais.
   
A Casa da Comarca de Arganil apela à participação, neste evento, de todos os arganilenses residentes na região da Grande Lisboa. 


Obrigada pela sua presença. Volte sempre.