segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Miguel Torga e o Piódão

“Piódão, 24 de Outubro de 1965 –
Olho do alto da serra as aldeias cavernícolas que nos boqueirões esperam em vão pelo sol natural e social, ponho me a pensar no que vai pelo mundo, e em vez da revolta antiga invade me uma espécie de confuso contentamento instintivo. Qualquer coisa dentro de mim sente se nelas preservado, defendido das mil agressões do momento. É como se as raízes mais profundas do meu ser se vissem de repente em segurança no desterro de cada um destes redis primitivos, transformados milagrosamente pelo próprio abandono em promissoras ilhas de reserva humana.”
(Diário X, 1999: 1072). Miguel Torga
 
 
 
Pi photo Pioacutedatildeo24.jpg

 
Obrigada pela sua visita. Volte sempre.





 

sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Porque é Fim de Semana: Anceriz

O nosso périplo pelas freguesias da serra do Açor leva-nos hoje até Anceriz.
 


Foto: Rui Gama

Anceriz ou Anseriz  é uma povoação muito antiga, sendo o topónimo de origem gótica , havendo também alguns vestígios  romanos na freguesia, como é exemplo a calçada  que liga à vila de Avô. Pertenceu ao concelho de Avô até 1855, data em que foi extinto e integrado no concelho de Oliveira do Hospital, passando Anceriz a ser mais  uma das freguesias do concelho de Arganil.
Este ano, devido à reforma administrativa nacional, passou   a fazer parte da União de Freguesias de Vila Cova do Alva/Anceriz.
Para além da Igreja Matriz que tem por orago São Bento, existem na povoação a capela de Sto. António e a capela de Nossa Senhora de Ao Pé da Cruz  cuja festa  no 3º domingo de Agosto, é uma das maiores manifestações de fé da região. 
 


Foto: Os Gorgulhos



Do pouco que se conhece da história desta localidade,transcrevo de seguida,  trechos de dois sites que encontrei na net.


De: http://copje.no.sapo.pt


"Tal como nos aspectos eclesiástico e administrativo, Anceriz foi senhorialmente dependente das vicissitudes de Avô, pois quando D. Afonso Henriques estava nas conquistas das terras aos muçulmanos, D. Egas Moniz e seu neto, Pedro Afonso Viegas, viram-se obrigados a lutar contra os que invadiam aquelas terras. Perante as dificuldades em vencer o inimigo, D. Egas Moniz, talvez numa tentativa de incentivo à vitória, havia prometido a seu neto que se dali saíssem vitoriosos, as terras em causa seriam dele e da sua futura esposa D. Urraca Afonso, filha bastarda de D. Afonso Henriques. Com efeito, uma das primeiras referências ao nome da povoação de Anceriz é feita na doação da vila de Avô a Pedro Afonso Viegas e sua esposa D. Urraca Afonso, em Janeiro de 1185."
 
Do:   Solar Beirão


 "A primeira referência histórica, de que temos conhecimento, é a doação do castelo de Coja à Sé de Coimbra, feita no mês de Novembro de 1122, nos seguintes termos:"... quomodo dividitur cum violo Avolo per illam aquam de Anceriz usque...". Em 1206, no Livro das Kalendas da Sé de Coimbra, aparece a seguinte frase: " per reditus quintane de Auxarix es in termino de Avoo..." Segundo o Cadastro da População do Reino, feito por ordem de Dom João III, no ano de 1527, "...os termos da vila de Avô, eram: Anceriz, Casal do Piodam, Casal do Chãos d´Égua, Sorgaçosa, Foz de Moura, Casarias e casal do Colquorinho...". Os moradores de Anceriz já nessa época eram de 255, mais do que hoje. O seu nome aparece igualmente na doação da vila de Avô a D. Urraca Afonso, em Janeiro de 1185. O historiador Padre Cardoso diz que " Anceriz é um lugar que fica na Província da Beira, bispado em Coimbra, arcediago de Seia, comarca da Guarda, termo da vila de Avô, que donde lhe pagam jugadas e foros, porém as justiças são postas por El-Rei. Fazem parte desta Freguesia os lugares seguintes: Santo Ildefonso, Carvalhas, Espinhal, Ribeira das Casas e Vale de Freixo."
Manuel Fernandes

 
 
 


Obrigada pela sua visita. Volte sempre.






 

(Prof. Manuel Fernandes)

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Tarte Gelada de Whisky

Ingredientes:

3 ovos

150 gr de açúcar
1/2 chávena de café de Whisky
200 ml de natas para bater
Caramelo líquilo q.b.
palitos la Reine ou biscoitos de champagne q.b.
amêndoa picada

Preparação:
Montar as natas e reservar. Bater as claras em castelo e reservar também.
De seguida, bater as gemas com o açúcar e o whisky.
Misturar os três preparados com a ajuda de um batedor manual de varas com movimentos muito suaves, de modo a que fique com a consistência de uma mousse.
Colocar esta mistura numa forma de fundo móvel previamente caramelizada e por cima da mousse colocar uma capa de biscotinhos, ou palitos la Reina para formar a base.
Levar ao congelador pelo menos durante 12 horas antes de servir.
Desenformar, verter e decorar com a amêndoa.

Origem: http://alquimiadostachos.blogspot.pt/2010/07/tarte-gelada-de-whisky.html





Obrigada pela sua visita. Volte sempre.

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Poetas da Serra: A poesia de João António Silva

 

Arganil
 
Concelho de altas serras
De aldeias mortas, perdidas nelas.
De gente forte, em pequenas terras
De casas velhas, estreitas vielas!
...
Terras de sonho mas quão madrastas?
Dá-me tristeza tanto abandono.
De portas fechadas, soleiras gastas
Passam por elas, lembranças do dono!

Ressoam no silêncio das suas calçadas
Os passos de quem por lá se afoite
São sons vazios, gritos de alma.
No silêncio dos dias, lembrados à noite!

É assim a minha terra!
Hoje tão fraca de forte gente.
Moribunda, a minha serra...
Ainda viva, a morte pressente!

 JSilva
  

Porto Silvado photo PSTerraNova.jpg


Obrigada pela sua visita. Volte sempre.

terça-feira, 24 de setembro de 2013

Festa de Sobral Magro VI

A festa terminou e os objetivos a que alguns habitantes de Sobral Magro se propuseram, no que dizia respeito ao embelezamento das ruas da aldeia, foram  alcançados.
 
Festa de 2013:  Ruas Enfeitadas photo P8080147.jpg  
 
 
Foi a dedicação dos sobralmagrenses que deu frutos. Eram poucos e,  alguns, por vários motivos, ficaram pelo caminho fazendo com que, em alguns momentos, os restantes,desanimassem . 
No entanto, como diz o povo "o que não nos mata, fortalece-nos", a vontade dos que ficaram contornou as adversidades e   conseguiu concretizar um sonho.
Com a condicionante de na rua passar a Procissão, o que obrigou a que as flores tivessem que ser colocadas a cerca de 4 m de altura, tudo se tornou bastante complicado. Mas, o empenho que homens e mulheres, alguns  de idade já avançada, depositaram neste  objetivo, só podia dar resultado positivo. De realçar também a ajuda do Mário Carvalho, que foi incansável na colaboração prestada. Depois de sair do serviço , tirou muitas horas ao seu descanso, pois quase todos os dias os trabalhos se prolongavam até depois da meia noite.
Em face do êxito desta festa, ficou a vontade de dar continuidade a este projeto e melhorar, se possível, em alguns aspetos.
O mais difícil está feito. Há mais de 10 000 flores de plástico guardadas e, se o povo de Sobral Magro quiser, para o ano haverá mais.
 
Festa de 2013:  Ruas Enfeitadas photo P8070124.jpg

 "Deus quer, o Homem sonha e a obra nasce."
Fernando Pessoa
 

Obrigada pela sua visita. Volte sempre.

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Festa de Sobral Magro V

O último dia da festa da minha aldeia teve o seu início com a chegada da filarmónica U R M Pomarense, que veio abrilhantar a parte religiosa. 
A Missa foi presidida pelo pároco da freguesia, reverendo padre António Sousa. Seguiu-se a Procissão pelas ruas da aldeia.
 
 
Festa de 2013: Prociss photo P8070069.jpg
 
Após o almoço, iniciou-se a tradicional arruada, com o conjunto Bota Vinho que acompanhou alguns naturais da aldeia na Volta da Cana.


Festa de 2013: Piquenique photo P8080173.jpg
 
Enquanto isso, iniciaram-se os preparativos para o piquenique. Na Casa de Convívio, confecionou-se o caldo verde,  cozeram as batatas e   fez-se a salada. Na churrasqueira, assaram-se as sardinhas e bifanas. 
Logo que tudo ficou pronto, o largo da festa encheu-se de pessoas, que puderam, uma vez mais, desfrutar duma refeição ao ar livre, na companhia de  familiares e amigos.
Finalmente, os Bota Vinho animaram o arraial com o qual se encerraram os festejos deste ano.
 
Festa de 2013: Piquenique photo P8080150.jpg
 
 

Obrigada pela sua visita. Volte sempre.
 
 

sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Festa de Sobral Magro IV

O Sábado da festa de Sobral Magro iniciou-se com  o tradicional jogo de futebol entre equipas da aldeia que, este ano, se  realizou no  no pavilhão da Sociedade de Melhoramentos de Pomares.




Foto: Big Jovem
Durante a noite, foram muitos os forasteiros que percorreram as ruas da povoação, apreciando os esforços e imaginação que os sobralmagrenses puseram na decoração da sua  aldeia, para a festa deste ano.

Obrigada pela sua visita. Volte sempre.


















quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Festa de Sobral Magro III

Como constava do programa, o primeiro dia de festa  no Sobral Magro foi na sexta feira.
Durante o dia, enquanto em casa se preparavam as refeições para os dias seguintes, ainda se terminavam  os enfeites das ruas.  
À noite, realizou-se a Procissão de Velas com a habitual participação de muitos crentes que,  percorreram a rua principal da aldeia, numa manifestação de fé e devoção à Virgem.
A terminar o dia, o conjunto Ex-Libris abrilhantou  o arraial, onde os sobralmagrenses marcaram presença com a sua habitual animação.

 
 
 

Obrigada pela sua visita. Volte sempre.

 

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Festa de Sobral Magro II

E eis que chegaram os dias 23, 24 e 25 de Agosto, durante os quais se realizaram os festejos de Sobral Magro.
Este ano, com o envolvimento de grande parte dos seus habitantes na decoração das ruas, a povoação estava muito mais formosa, com milhares de flores de plástico colorido, criadas pela imaginação, dedicação e criatividade dos sobralmagrenses.
Foram meses de entusiasmo e  trabalho  na preparação desse maravilhoso  jardim de bonitas flores que desabrocharam,  como que por encanto, na semana   anterior à festa.
Eis algumas imagens: 
 
 photo P8070102.jpg
 
 
Festa de 2013:  Ruas Enfeitadas photo P8070107.jpg

 
Festa de 2013:  Ruas Enfeitadas photo P8070114.jpg
 
 
Festa de 2013:  Ruas Enfeitadas photo P8070117.jpg

 
Festa de 2013:  Ruas Enfeitadas photo P8070127.jpg

 
Festa de 2013:  Ruas Enfeitadas photo P8070140.jpg

 
 
Festa de 2013:  Ruas Enfeitadas photo P8080146.jpg
  
 photo P8070096.jpg

 photo P8070092.jpg
 
 
 photo P8070079.jpg
 
 
 photo P8070078.jpg
 
 
 photo P8070093.jpg
 
Obrigada pela sua visita. Volte sempre.

terça-feira, 17 de setembro de 2013

Festa de Sobral Magro I

Vou encerrar o capítulo das festas regionais deste Verão, com a festa da minha "terra".
Este ano teve um brilho e colorido especiais devido à decoração que os naturais da aldeia idealizaram e concretizaram, numa colaboração com a sua comissão de festas, demonstrando a sua união em torno duma equipa jovem e prometedora.
Foi bonito de ver o empenho de muitos sobralmagrenses neste trabalho, desenvolvido ao longo do ano meadamemte nas reuniões na aldeia e em Lisboa.
Foram momentos muito agradáveis e motivadores mas, foi na semana da festa que o entusiasmo mais se fez sentir. Indiferentes ao intenso calor que se fazia sentir naquela altura e à falta de visibilidade durante a noite, os trabalhos foram decorendo e a alegria que todos sentiam ao fim duma rua enfeitada, servia de motivação para continuar.
Com o trabalho concluído, o cansaço foi totalmente esquecido e o resultado foi bastante positivo.
Eis algumas imagens que demonstram parte do trabalho, em fotografias da Ana Teresa.

 Sobral Magro na Festa de 2013

 Sobral Magro na Festa de 2013
 
 Sobral Magro na Festa de 2013
 
 Sobral Magro na Festa de 2013
 
 Sobral Magro na Festa de 2013
 
 Sobral Magro na Festa de 2013
 
 Sobral Magro na Festa de 2013
 
 
Obrigada pela sua visita. Volte sempre.

segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Parabéns URMPomarense

A banda filarmónica da minha freguesia, a União Recreativa Musical Pomarense,  vai comemorar  68 anos de existência, no próximo dia 22 de Setembro, com uma festa que terá o seguinte
 Programa:

8:30h – Missa Cantada Pela Banda U.R.M.Pomarense em Homenagem aos Sócios Falecidos
9:30h –  Volta pelos Sócios
13:00h – Almoço Convívio para Sócios e Amigos Inscritos
15:00h – Chegada das Filarmónicas
16:00h – Atuação da Banda Filarmónica Fidelidade (Aldeia das Dez)
17:00h – Atuação da Banda Filarmónica Avoense
18:00h – Atuação da Banda União Recreativa e Musical Pomarense
19:00h – Lanche Convívio Entre Bandas, Sócios e Amigos Inscritos.

 Os preços  do almoço e lanche serão:
AMIGOS:
 ALMOÇO E LANCHE – 20€  
 ALMOÇO – 12,50€  LANCHE – 7,50€
SÓCIOS:
 ALMOÇO E LANCHE – 18€
ALMOÇO – 11,50€
 LANCHE – 6,50€
CRIANÇAS:

DOS 0 AOS 5 ANOS – GRÁTIS
DOS 5 AOS 10 ANOS - 50%

O pagamento será feito no ato da inscrição nos cafés de Pomares, ou junto da direção da União Recreativa Musical Pomarense.






Obrigada pela sua visita. Volte sempre.





sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Porque É Fim de Semana: Barril de Alva


 photo BarrilFonte4.jpg
 
Barril de Alva é uma bela localidade do concelho de Arganil, da qual
não se conhece ao certo  a origem mas que se pensa ter sido na quinta de Santo António, atualmente propriedade dum casal de holandeses. Sabe-se sim que, em 1527 já constava do Cadastro da População do Reino, mandado realizar pelo rei D. João III. Na altura  fazia parte do termo de Coja e tinha 10 fogos.
 photo BarrildoAlva16.jpg
 
Durante muito tempo, o Barril de Alva esteve integrado na freguesia de Vila Cova de  Sub-Avô. Em 1924, foi desanexado, fundando-se a Junta de Freguesia de Barril de Alva que, este ano, foi integrada na de Côja, no âmbito da reforma administrativa nacional, passando a denominar-se por união das Freguesias de Coja e Barril de Alva.
Não é possível falar da aldeia sem mencionar a Filarmónica   União e Progresso do Barril de Alva. Foi fundada em 17 de Março de 1935 por Barrilenses, grande parte residentes em Lisboa e Almada, com o fim de  a angariar  fundos para o desenvolvimento da sua terra. Ao longo da sua existência, para além de algumas entidades locais, tem sido  apoiada pela Câmaras Municipal de Almada, Laranjeiro e Cova da Piedade.
 

Esta bonita povoação é banhada pelo rio Alva que lhe proporciona uma frescura e beleza acrescidas,  e tornou possível a existência  de duas praias fluviais muito agradáveis.
Uma  situa-se junto à ponte, Parque das Merendas e ao   espaço para autocaravanas, inaugurado em 2012.

 photo Barril5.jpg

A  outra localiza-se a cerca de 1 Km, no Urtigal, um local paradisíaco com as suas margens repletas de arvoredo, onde se podem desfrutar momentos lúdicos ou de merecido repouso, em comunhão com a natureza que, nestes locais, foi bastante generosa.

 photo Barril4.jpg

Existem alguns nomes  ilustres naturais do Barril de Alva. Não destaco nenhum mas faço-o  em relação a Adolfo Correia da Rocha, médico transmontado que exerceu funções em Arganil e ficou conhecido no panorama literário nacional como Miguel Torga.
Também ele ficou  rendido aos encantos desta aldeia  e ao seu rio,  escrevendo:

-“Barril de Alva, 27 de Setembro de 1942 – É bonito, o Alva! Manso, claro, calado…”

Nada melhor, para terminar o post de hoje, que um poema que dedicou às pequenas aves que habitam nas margens do rio, os guarda rios.
 

Barril de Alva, 28 de Setembro de 1942

Não sei se comes peixes se não comes,
Irmão poeta Guarda-Rios:
Sei que tens céu nas asas e consomes
A força delas a guardar os rios.

É que os rios são água em mocidade
Que quer correr o mundo e conhecer;
E é preciso guardar-lhe a tenra idade.
Que a não venham beber...

Ave com penas de quem guarda um sonho
Liquido fresco, doce:
No meu livro te ponho,
E eu no teu rio fosse...

 
Barril do Alva photo BarrildoAlva8.jpg
 

 
Fonte: www.jf-barrildealva.pt/
 
 
Obrigada pela sua visita.

Volte sempre.