sábado, 31 de maio de 2008

BARROCAS


Só percebemos o valor da água depois que a fonte seca.
(Provérbio Popular)

§§§§§------§§§§§


Há na serra do Açor algumas barrocas que, em anos atrás nesta altura , já não levavam a abundância de água que ainda apresentam.
Esperemos que isso seja prenúncio de um Verão com as nascentes pródigas em água.
Vou mostrar algumas fotografias tiradas ainda há pouco tempo e que são demonstrativas de como esta Primavera tem sido chuvosa.




- Barroca do Barreirinho (Sobral Magro) -




- Uma das barrocas de Porto Silvado -

 

quinta-feira, 29 de maio de 2008

PELOS CAMINHOS DE PORTUGAL3



Uma longa viagem de mil milhas inicia-se com o movimento de um pé.
(Lao-Tse)


§§§§§------§§§§§


Durante o fim de semana, muitos foram os pontos de interesse que visitei com o meu marido e o casal amigo com quem viajei. Para além de desfrutarmos de toda a beleza dos locais visitados, ficou também o prazer de o podermos fazer convivendo com pessoas com interesses comuns e, por entre dois dedos de conversa, apreciarmos tudo o que nos foi possível contemplar.
Vou deixar aqui mais algumas fotografias para que possam apreciar.


- Cavalos selvagens -
 

 


- Fachada da Igreja de Castro Laboreiro -
 



- Cruzeiro -


- Ribeiro e moinho em Ribeiro de Baixo -


- Peneda -
- Igreja de Nossa Senhora da Peneda (exterior) -

- Altares laterais da Igreja -

 

- Barragem do Lindoso -



- Suajo -



- Castelo de Ponte de Lima -

- Rio Lima -

quarta-feira, 28 de maio de 2008

PELOS CAMINHOS DE PORTUGAL 2


As viagens são na juventude uma parte de educação e, na velhice, uma parte de experiência.
(Francis Bacon)


§§§§§------§§§§§



No Domingo, após uma noite bem dormida na Residencial MiraCastro, fizémo-nos à estrada para regressar a casa.
Começámos por atravessar a serra da Peneda, que é um conjunto de montanhas pertencentes ao Parque Nacional da Peneda Gerês.





- O adeus à serra de Castro Laboreiro -



Aos nossos olhos apareceu uma natureza quase selvagem, com paisagens extraordinárias, onde podíamos vislumbrar algumas aldeias ligadas por estradas sinuosas, rodeando grandes maciços graníticos.
Na serra a água é uma constante. Pequenos riachos escorrem pelas suas vertentes, tornando os prados mais verdejantes e apetitosos para os animais que ali abundam.
Mais uma vez, tivémos oportunidade de avistar as vacas e os cavalos que pastavam livremente pelas encostas da serra.
Durante o percurso , uma placa na estrada chamou-nos a atenção para o Santuário de Nossa Senhora da Peneda. E lá fomos numa escapadinha.

- Vista exterior do Santuário -


Chegados ao local, ficámos surpreendidos, pois o templo fica situado num vale, ao lado de um alto morro rochoso, por onde escorre uma grande queda de água.



- Queda de água -


Um imponente conjunto arquitectónico, inspirado na Igreja do Bom Jesus de Tenões (em Braga), foi mandado edificar naquele local em virtude de, segundo a lenda, a Virgem ter aparecido a uma pastora serrana pedindo-lhe para ali ser construída uma ermida.
Anualmente o Santuário da Peneda é palco de uma das maiores romarias portuguesas, que se realiza no dia 7 de Setembro e que atrai ao local, romeiros na sua maioria portugueses e galegos.
O clima tinha-nos dado tréguas e, apesar das nuvens, a chuva parou.



- Parque Natural da Peneda Gerês -

Muito havia para visitar, mas o tempo escasseava.
Rumámos a Ponte de Lima, passando pelo Suajo, e pela barragem do Lindoso.



 
- Espigueiros do Suajo -

Após o almoço que constou de um excelente sarrabulho, entrámos na auto estrada.
Ao chegar a casa, todos manifestámos a vontade de um dia voltar para continuar a explorar esta bonita região.
Tivémos a possibilidade de desfrutar de momentos inesquecíveis com paisagens espectaculares , das muitas que o nosso país nos põe à disposição e que muitas vezes não sabemos aproveitar.



terça-feira, 27 de maio de 2008

PELOS CAMINHOS DE PORTUGAL


As viagens dão uma grande abertura à mente: saímos do círculo de preconceitos do próprio país e não nos sentimos dispostos a assumir aqueles dos estrangeiros.
(Montesquieu)



§§§§§------§§§§§

No Sábado, após a visita à Catedral de Santiago de Compostela iniciámos a viagem de regresso a Portugal. O destino era Castro Laboreiro.


- Castro Laboreiro -


A chuva continuava insistente e, ao mesmo tempo, começava a fazer-se sentir um frio pouco habitual nesta época. Mesmo assim, não foi o suficiente para nos demover de conhecer um pouco mais do nosso país.
Chegados a Castro Laboreiro, demos uma volta pelos arredores da vila e aventurámo-nos pela serra .
A região é de uma beleza extraordinária e apresenta vários tipos de paisagens, desde a vegetação rasteira no planalto, a grande altitude, até aos carvalhais ancestrais que se desenvolveram nos vales profundos, entre escarpas graníticas.
Foi-nos dado presenciar o modo de vida das gentes daquela zona fronteiriça.
Os animais pastam livremente pela serra. Vacas, cabras, cavalos ou porcos cruzam as estradas sem se assustarem com os veículos passam.
Alguns animais pastam em terrenos de Espanha percorrendo cuidadosamente os trilhos pedregosos procurando alimento, mas ao entardecer, regressam sozinhos a Portugal, indo directos às cortes, donde sairão na madrugada seguinte.
Outro animal desta região é o Cão de Castro Laboreiro. Há muito que ele é usado para guardar e defender os animais domésticos e, para de noite, guardar também a casa dos seus donos dos lobos, os seus principais inimigos.
Esta raça de cães é conhecida pela sua dedicação e companhia e aproximavam-se frequentemente de nós, esperando uma festa.

segunda-feira, 26 de maio de 2008

VISITA A SANTIAGO DE COMPOSTELA


A verdadeira viagem do descobrimento não consiste em procurar novas paisagens, mas em ver com novos olhos.

Marcel Proust

§§§§§------§§§§§




- A Catedral -

Santiago de Compostela é um dos locais de peregrinação mais importantes do Mundo sendo um dos pilares do cristianismo.
Chegámos com um tempo muito chuvoso e frio, mas não desistimos de visitarmos, pelo menos, a Catedral.

- A Praça do Obradoiro e o Palácio de Raxoi -

Situa-se na zona mais ocidental da cidade antiga, rodeada por quatro praças: Praça do Obradoiro, Praça da Acibecharia, Praça das Pratarias e Praça da Quintana.
Em frente situa-se o Palácio de Raxoi (século XVIII), que é actualmente a sede do Concelho e da Presidência da Junta da Galiza.
Lateralmente fica a Hospedaria dos Reis Católicos que já foi hospital e centro de peregrinos e hoje é Parador Nacional.
A Catedral é imponente e apresenta múltiplos pontos de interesse.




- Vitral da Catedral -

Consta de uma planta basilical de cruz latina de três naves. Na cabeceira situa-se a capela-mor, rodeada por cinco capelas menores.
Visitámos também o Museu da Catedral de Santiago de Compostela onde estão expostas diversas obras artísticas e arqueológicas, que abarcam desde a época romana até a actualidade. O museu abrange diversos espaços dentro da catedral:
  • - Museu-Claustro, com ingresso desde o lado meridional da Praça do Obradoiro.
  • - Cripta do Pórtico da Glória, acedida pela escadaria de ingresso à catedral, na mesma praça indicada.
  • - Tesouro e Panteão Real, actualmente pode-se visitar desde a entrada ao Museu-Claustro.
  • - Paço de Gelmírez, entra-se nele desde o lado norte da mesma Praça do Obradoiro

Terminada a visita à Catedral, como a chuva não dava tréguas, comprámos alguns recuerdos e rumámos a Portugal.



domingo, 25 de maio de 2008

PASSEIO À GALIZA

A sabedoria não nos é dada. É preciso descobri-la por nós mesmos, depois de uma viagem que ninguém nos pode poupar ou fazer por nós.

(Proust)


§§§§§------§§§§§

Acabado o fim de semana, cá estou de novo em casa.
Tal como prometi, vou partilhar algumas fotos da minha viagem. Gostei bastante destes dias que apenas tiveram um senão, o tempo.
Choveu copiosamente durante praticamente todo o passeio, mas com a boa companhia do marido e de amigos tudo se ultrapassou. A intempérie que se abateu sobre a Península Ibérica não nos demoveu e conseguimos tirar o melhor partido possível desta deslocação ao país vizinho.
Pretendíamos dar uma volta pela Galiza, mas acabámos por visitar a cidade da Corunha e Santiago de Compostela. De regresso, passámos algum tempo no Alto Minho.
Hoje deixo algumas fotografias da Corunha.




- Praça María Pita -
Erguida em 1860 em honra da heroína da cidade, é o principal ponto de encontro entre os seus habitantes e visitantes. Ali se encontra o edifício do concelho, onde se pode observar a maior colecção de relógios da Europa.
O centro histórico da Corunha é a Cidade Velha onde se localizam algumas construções religiosas. Entre outras, visitámos a Igreja de Santiago, a mais antiga da cidade e a Igreja de Santa Maria do Campo, com o seu museu de Arte Sacra.
Percorrendo o Passeio Marítimo, passámos pelo Castelo de San Anton, onde se situa actualmente o Museu Arqueológico .



- Castelo de San Antón -


Continuando pela beira mar seguimos pelo Dique de Abrigo até ao farol situado no seu extremo.
Com as ameaças constantes de temporal, resolvemos interromper a nossa caminhada à beira mar e regressámos à zona antiga da cidade.
No passeio marítimo fica também a Torre de Hércules, que é sem dúvida o monumento mais emblemático da cidade.
No entanto, como a chuva se intensificou, não nos foi possível ir até lá. Ficará para uma próxima visita à cidade.

quinta-feira, 22 de maio de 2008

FIM DE SEMANA NA GALIZA

Uma longa viagem começa com um único passo.
( Lao-Tsé )

§§§§§------§§§§§


Hoje vou percorrer um dos Caminhos de Santiago (mas de carro).
Com a possibilidade de um fim de semana prolongado, vou até terras de nuestros hermanos, mais propriamente à Galiza. Aproveito e vou visitar um local que há muito desejo conhecer - Santiago de Compostela.




- Imagem retirada da net -
 
Espero trazer algumas fotos do passeio que partilharei com quem visitar este meu blogue.
Bom fim de semana e... até ao meu regresso.

quarta-feira, 21 de maio de 2008

PASSEIO DA COMISSÃO DE MELHORAMENTOS DE SOITO DA RUIVA



Aprendemos a voar como os pássaros, a nadar como os peixes; mas não aprendemos a simples arte de vivermos juntos como irmãos.
(M. Luther King)

§§§§§------§§§§§



Soito da Ruiva
 
Da amiga Teresa Neves, Presidente da Direcção da Comissão de Melhoramentos de Soito da Ruiva, recebi a seguinte mensagem que passo a divulgar.

Caros amigos!
Relembramos que a Comissão de Melhoramentos de Soito da Ruiva, promove mais um convívio entre os seus associados e amigos.
29 de Junho - Região dos Templários - com saída de Almada
Junto enviamos programa para divulgarem aos vossos amigos e aguardamos as vossas inscrições com a maior brevidade possível:

Bom fim de semana
Teresa Neves


Vamos lá a marcar o lugar, porque o passeio é interessante.
Ora veja o Programa:



COMISSÃO DE MELHORAMENTOS DE SOITO DA RUIVA
Programa Excursão à Região dos Templários
29 de Junho

7h00 – Saída do Centro Sul em direcção a Tomar. Tempo livre no centro da cidade. Visita guiada ao Convento de Cristo.
12h00 – Embarque no Barco São Cristovão para Cruzeiro com almoço buffet na Barragem de Castelo de Bode.
16h00 – Fim do cruzeiro. Continuação da viagem para visita ao Castelo de Almourol.
Solicita-se a todos os participantes que se façam acompanhar de uma pequena merenda, muito leve(nada dos habituais farneis) para partilhar no final da tarde.
21h00 – Previsão da chegada ao Centro Sul.
Preços:
Adulto – 50 Euros
Crianças até 10 anos – 20 euros
Inscrições: Teresa Neves (963949800) – soitodaruiva@gmail.com

terça-feira, 20 de maio de 2008

ABASTECIMENTO DE ÁGUA EM SOBRAL MAGRO 5

Ainda que os teus passos pareçam inúteis, vai abrindo caminhos, como a água que desce cantando da montanha. Outros te seguirão...
(Saint-Exupéry)
§§§§§------§§§§§



OUTRAS FONTES
Tendo referido o processo que se desenrolou, ao longo dos anos, no que diz respeito ao abastecimento de água a Sobral Magro, ficam aqui imagens de outras fontes construídas em diversos locais da povoação.













As próximas são fotografias de dois fontanários, estes particulares, pertencentes ao nosso conterrâneo Manuel Quaresma, sobre quem penso voltar a escrever, quando fizer referência ao artesanato.







segunda-feira, 19 de maio de 2008

ABASTECIMENTO DE ÁGUA EM SOBRAL MAGRO 4



Não se assinala o caminho apontando-o com o dedo, mas sim caminhando à frente.

(Provérbio Macua - Moçambique)


§§§§§------§§§§§



Com as fontes espalhadas pela povoação, começou de novo a escassear a água, pois muitas pessoas começaram a cultivar os seus quintais, que regavam ligando mangueiras às fontes.
Mais uma vez a Comissão de Melhoramentos teve que arranjar solução para o problema. Tentou que a Câmara Municipal fizesse a distribuição de água ao domicílio, mas nada conseguiu pois nessa altura, nem a sede de freguesia dispunha desse melhoramento.
Mas nada os demoveu. A exemplo de outras obras que foram inteiramente custeadas pelos habitantes da povoação, esta também foi executada da mesma maneira.
Foram feitas captações de água em locais bastante afastados da aldeia, na região do Vale do Espinho. Dali foi canalizada até ao depósito construído junto à povoação, onde se juntava e onde era alvo do tratamento adequado.



- Abertura das valas para a canalização -

Só depois era distribuída pelas habitações. Há alguns anos atrás, mandou fazer-se um furo e um outro depósito, localizado na parte mais alta da povoação, que veio reforçar bastante o caudal existente.
Os habitantes de Sobral Magro podem orgulhar-se de terem água canalizada em suas casas, muito antes que as outras aldeias vizinhas.


domingo, 18 de maio de 2008

ABASTECIMENTO DE ÁGUA EM SOBRAL MAGRO 3

O único lugar onde o sucesso vem antes do trabalho é no dicionário.
(Albert Einstein)

§§§§§------§§§§§


Após a construção da nova mina, continuavam a verificar-se grandes demoras para abastecer de água cada casa da aldeia. As filas para encher o cântaro eram longas. Se para uns a espera era agradável, pois esses momentos eram aproveitados para se saberem as novidades da aldeia, ou para os rapazes catrapiscarem alguma rapariga, para outros era cansativa, ao fim de um prolongado e árduo dia de trabalho.



- Substituição da Fonte do Largo da Barroca-





- Fonte deslocada para o Largo de S. Domingos -


Assim, a Comissão de Melhoramentos decidiu construir várias fontes espalhadas pela povoação, em locais que pudessem ser abastecidos com água da mina e, o bebedouro de animais passou para a Lomba.
Começou por se construir então uma nova fonte no Largo da Barroca e deslocou-se a que ali existia, para o Largo de S. Domingos.
Mais tarde, construíram-se várias outras, não sendo também esquecidos o Covão e a Foz da Mourísia.



- Fonte do Soalheiro -


sábado, 17 de maio de 2008

DIA MUNDIAL DAS TELECOMUNICAÇÕES E DA INTERNET

Dizem sempre que o tempo muda as coisas, mas na realidade somos nós próprios quem tem de as mudar.

(Andy Warthol)


§§§§§------§§§§§



Assinala-se hoje o Dia da Internet a par do Dia Mundial das Telecomunicações e da Sociedade de Informação.
A descoberta da Internet veio fazer uma revolução nas Telecomunicações , alterando a forma como comunicamos, como trabalhamos, como nos divertimos e aprendemos.
Embora apenas uma pequena parte da população mundial utilize a Internet, devido ao elevado custo da sua utilização, penso que dentro de pouco tempo a maior parte poderá usufruir deste verdadeiro fenómeno global.
O futuro está na Internet e cabe ao cibernauta saber utilizá-la pois, como em tudo na vida, também neste campo, muitos são os aspectos negativos ao dispor de quem os quiser utilizar.

ABASTECIMENTO DE ÁGUA EM SOBRAL MAGRO 2

Todo o nosso descontentamento por aquilo que nos falta procede da nossa falta de gratidão por aquilo que temos.
(Daniel Defoe)


§§§§§------§§§§§


Ainda antes da fundação da Comissão de Melhoramentos, um grupo de sobralmagrenses resolveu formar uma associação, com o objectivo de dotar a aldeia com uma fonte e outros melhoramentos de primeira necessidade. Pretendiam principalmente solucionar o problema de falta de água, pois a mina era pequena e, a povoação tinha muitos habitantes.
As condições em que a água era colhida para os cântaros também não era a melhor nem a mais higiénica.
A primeira fonte foi construída no Largo da Barroca e era abastecida por água captada numa nascente situada numa das barrocas que atravessa a povoação.
 

-1ª Fonte e bebedouro (atrás do macho), no Largo da Barroca-
Tinha também um bebedouro de animais, mas a água era de má qualidade e escasseava, principalmente no Verão.
Muitas vezes, os habitantes da povoação tinham que recorrer a nascentes existentes nas fazendas situadas nos arredores da aldeia , nomeadamente à mina do Paraíso e ao Balouco.
Entretanto fundou-se a Comissão de Melhoramentos.
Mais uma vez, a obra prioritária era o abastecimento de água. Pensou-se então na construção de uma nova mina.
E assim foi. Procuraram a ajuda de um vedor para fazer a prospecção do melhor veio e iniciaram-se os trabalhos. Após a sua conclusão, a aldeia ficou dotada com a quantidade de água necessária para suprir as necessidades dos seus habitantes.
A partir de então, passaram de novo a ir à mina (nova) para se abastecerem , mas desta vez com água de boa qualidade.

Mais tarde, a mina foi fechada e colocada uma torneira no exterior, evitando assim que se continuasse a utilizar a velha técnica do chafurdo, que muitos teimavam em usar, por ser mais rápida.

sexta-feira, 16 de maio de 2008

ABASTECIMENTO DE ÁGUA EM SOBRAL MAGRO1


Só percebemos o valor da água depois que a fonte seca.

(Provérbio Popular)



§§§§§------§§§§§


Eu ainda sou do tempo, em que se ia à mina buscar água para consumo doméstico.
Quando ia de férias para o Sobral Magro, gostava de imitar as raparigas mais velhas que , habilmente transportavam o cântaro à cabeça, sem o segurar com as mãos.
Eu bem o ajeitava no meio da rodilha que fazia, mas de vez em quando…pimba, o cântaro fazia-se em cacos no meio da calçada.

- A primeira mina-



Para mim, era uma festa ir à fonte (mina).
Junto à mina juntavam-se grupos de pessoas, na sua maioria jovens que, enquanto aguardavam a sua vez para encher o cântaro, iam conversando umas com as outras.
Enchia-se o cântaro de chafurdo na mina e seguia-se para casa.
Esta operação repetia-se várias vezes, conforme a necessidade de cada família.
 


quinta-feira, 15 de maio de 2008

DIA INTERNACIONAL DA FAMÍLIA

A verdadeira felicidade está na própria casa, entre as alegrias da família.
(Tolstoi)


§§§§§------§§§§§
Dia 15 de Maio, celebra-se o Dia Internacional da Família, proclamado pela Assembleia Geral das Nações Unidas em 1993, tendo como objectivo chamar a atenção de todo o mundo para a importância da FAMÍLIA, como núcleo vital da sociedade, seus direitos e responsabilidades.
É com a família que aprendemos os conceitos que nos hão-de guiar ao longo da vida, como os valores da igualdade, da tolerância e da responsabilidade. É com a família que aprendemos os ideais como reciprocidade, cooperação e solidariedade, tão necessários à formação individual e à coesão social.
O primeiro Dia Internacional da Família foi celebrado em 1994.

- A Sagrada Família ( Miguel Ângelo) -


A propósito , estou a fazer a minha árvore genealógica e tenho já bastantes elementos da minha família em:

http://www.meusparentes.com.pt

quarta-feira, 14 de maio de 2008

A ESPERANÇA É A ÚLTIMA A MORRER

Uma longa viagem começa com um único passo.
( Lao-Tsé )


§§§§§------§§§§§


Cá estão mais algumas das casas em ruínas de Sobral Magro.
Cá estou para dar a conhecer que, a Câmara Municipal de Arganil já está em campo na procura dos proprietários do primeiro destes imóveis.
Para tal, pediu a colaboração da Junta de Freguesia de Pomares e da Comissão de Melhoramentos de Sobral Magro, para identificar o respectivo proprietário.
Estou certa que a Comissão de Melhoramentos irá prestar os esclarecimentos que puder. Claro que irá acrescentar também, a identificação dos proprietários dos outros imóveis que se encontram em estado deplorável e podem por em causa a saúde pública.
Pela minha parte, recebi esta informação com grande satisfação pois entristecia-me ver o rumo dos acontecimentos.
Espero que as intenções demonstradas pela edilidade tenham sucesso e que a solução surja a contento de todos.

terça-feira, 13 de maio de 2008

13 DE MAIO

Vim para pedir que venhais aqui seis meses seguidos, sempre no dia 13, a esta mesma hora. Depois vos direi quem sou e o que quero. Em seguida, voltarei aqui ainda uma sétima vez.
(Nossa Senhora)


§§§§§------§§§§§


Hoje, dia 13 de Maio comemora-se a primeira aparição de Nossa senhora de Fátima aos três pastorinhos na Cova da Iria.
Já muito se escreveu sobre este assunto mas, não posso deixar passar esta data sem a mencionar.

Fá-lo-ei com algumas imagens obtidas no local, na última vez que ali me desloquei.



“Rezem o Terço todos os dias, para alcançarem a paz para o mundo, e o fim da guerra.”




"Quero dizer-te que façam aqui uma capela em minha honra, que sou a Senhora do Rosário, que continuem sempre a rezar o terço todos os dias"


"Comecem a invocar o Espírito Santo todos os dias. O mais importante é rezar ao Espírito Santo. Quando o Espírito Santo vem sobre a terra, então tudo torna-se claro e é transformado"



"Não tenham medo. É o Meu Filho. Vejam como foi martirizado"



"Seus inimigos queriam matá-lo mas Eu o protegi".

A CAPELA 2

O homem comum é exigente com os outros; o homem superior é exigente consigo mesmo.(Marco Aurélio)

§§§§§------§§§§§


Na capela de Sobral Magro, havia Missa todos os Domingos. Devido à proximidade, os habitantes das aldeias vizinhas vinham também ali assistir às cerimónias religiosas e, acapela tornou-se demasiado pequena .
Por essa razão, procederam-se a obras de beneficiação e alargamento. Aumentou-se a sacristia, construiu-se uma casa de banho e uma arrecadação.
Os dois altares do Sagrado Coração de Jesus e do Sagrado Coraçãode Maria foram retirados por estarem em muito mau estado e ocuparem muito espaço. Foram colocadas pianhas iguais para todas as imagens, às quais se juntaram as de Santa Teresinha e de S. Pedro, oferecidas em cumprimento de promessas.
O tecto foi todo forrado com madeira e um lustre embelezou ainda mais este local de culto.
O Púlpito e o Confessionário, também em más condições, foram retirados. Assim , a Capela ficou com mais espaço e foram colocados bancos para proporcionar maior comodidade de todos os crentes.
As janelas existentes foram alargadas, de forma a ficarem com o mesmo tamanho, tornando o seu aspecto mais harmonioso.
Neste momento, o aspecto da Capela de São Domingos é o que se pode testemunhar nas imagens.